ANDRÉ VARGAS

Calunga Grande

2021

SOBRE O ANDRÉ VARGAS

André Vargas é artista, poeta e educador. Possui uma produção ligada às memórias e às heranças culturais: afro-brasileiras, suburbanas e da infância. Produz uma linguagem que se dá no hibridismo, no cruzo, produto da troca entre significados e significantes, entre território e territorialidade. Em "Calunga Grande", André evoca a memória das águas do Atlântico, onde estão sepultados mais de 2 milhões de africanos que, por mais de três séculos de tráfico de seres humanos, foram lançados ao mar. Uma faixa de escala monumental onde se lê "Calunga Grande" produz sentido no contato com pontos que constituem o território batizado como Pequena África por Heitor dos Prazeres. André Vargas e Jéssica Hipólito vestem branco em reverência aos que vieram antes, aos que venceram a morte, sonharam e lutaram por um futuro de liberdade para seus descendentes.